Críticas negativas suspedem novo mangá "Princess Jellyfish"

Olá!

O departamento editorial da revista Kodansha's Morning anunciou no dia 21 de Outubro que o mangá Himo Zairu (Princess Jellyfish) de Akiko Higashimura não irá aparecer na edição de Dezembro da revista Morning Two, apesar de ter aparecido na edição anterior que o capítulo seria lançado. A equipe pediu desculpas aos leitores que estavam ansiosos para os próximos capítulos.  

Mas afinal, o que aconteceu? 

Higashimura lançou um mangá na Morning Two no dia 22 de agosto. A revista descreveu o mangá como "Sem dinheiro, sem popularidade, sem trabalho. Porque eu sou um inútil na melhor das hipóteses, eu vou me tornar um Himo! As cortinas sobem para o dojo de treinamento para os homens-himo da Akiko Higashimura!" Um homem-himo é um homem que não trabalha e que é financeiramente dependente das mulheres com quem ele sai. 

O enredo gira em torno de homens desempregados que procuram melhorar suas perspectivas românticas através de um treinamento que inclui habilidades domésticas como limpar e cozinhar que os tornam mais atraentes para as mulheres de 30 anos que "tem dinheiro mas são ocupadas." 

Esse mangá recebeu várias críticas por ter sido considerado "depreciativo" aos homens. Por isso, a mangaká resolveu suspender o mangá depois de duas edições, dizendo que ela vai "dar um tempo para reexaminar o roteiro e retomar a série quando eu estiver completamente preparada."


Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário